A arte de receber bem!
Crepioca de queijo deliciosa
Descubra a faca ideal para cortar cada queijo
Dedoches de Animais fazem sucesso com as Crianças
Fogaccia Deliciosa

A Vida Continua – Dr Solveig Marchi sua Vitória contra o Covid 19


Pessoal, hoje vim trazer pra vocês um pouco da história do meu querido vizinho do apartamento aqui de Blumenau. Foi uma historia que me comoveu e achei interessante compartilhar aqui.

Em breve já vai completar 3 meses que estamos morando em Blumenau. Nos chegamos bem no pico da pandemia aqui na cidade, tudo estava fechado na cidade, nos viemos com medo e sabendo que a coisa estava feia por aqui. Mas graças a Deus esta tudo dando certo. Os indices por aqui estão diminuindo e os cuidados continuam.   

No meu prédio moram muitos médicos, residentes em medicina, é um prédio novo e muito próximo do hospital Santa Isabel. Só uma quadra já estamos no hospital, é um hospital de referência na cidade.
Aqui no prédio sinto que é o lugar mais seguro contra o Covid 19, aqui todos são extremamente cuidadosos e prudentes. Isso nos tranquiliza muito! 

     Vamos a história de superação do Dr Solveig. Vocês vão gostar muito desse Relato.

  O Dr. Solveig Marchi, tem 68 anos,  é um excelente médico ginecologista, diretor do hospital Santa Isabel, casado a 33 anos com a linda Ivana.


1a. Parte
    Como tudo aconteceu:

Foto do dia da alta hospitalar 07/08/2020

No Domingo dia 12 de Julho, no final da minha caminhada na praia de Itapema me senti muito ofegante e cansado. Achei muito estranho pois tenho uma boa saúde e faço atividades físicas. Não tinha febre ou outros sintomas. Na segunda-feira dia 13 de Julho a tomografia revelou a típica imagem do “vidro fosco”, comprovando a infecção pulmonar pelo COVID 19. Fiquei em isolamento. A “falta de ar” foi se agravando muito. Na quinta-feira dia 16 de Julho, fui transportado do meu apartamento pelo SOS Unimed, internado na UTI do Hospital Sta Isabel e entubado imediatamente, onde permaneci 21 dias internado (sendo 10 dias entubado).

Antes de perder a consciência lembro me que estava muito tranquilo. Em poucos segundos fiz uma revisão da minha Vida, como Pai, Marido, Médico e minha conduta social. Me senti muito bem. Sempre fui protegido pelo Universo. Não encontrei nada de negativo. Senti muitas saudades da minha Neta Valentina e que gostaria de ter mais tempo de Vida para curtir a minha “Galega” a Ivana, minha esposa á 33 anos. 

2a. Parte. –  Recuperando a Consciência.

Durante o período de intubação lembro de muitas imagens da minha Neta, muitos “dejavús”, pessoas, paisagens a figura de um Médico que está muito claro na minha consciência, eu estava deitado e via e movimentava meus pés(mas na UTI fiquei a maior parte do tempo de bruços), mas o incrível, mudavam os cenários, mas tinha alguém sempre de mãos dadas comigo que eu sentia fortemente, a Ivana. Quando retornei para casa fiquei sabendo que a Ivana permaneceu 21 dias em isolamento absoluto sozinha no nosso apartamento contaminada pelo COVID 19, sempre auxiliada pela amiga especial Adelaide.

Durante os 21 dias a Ivana permaneceu olhando nossas recordações e falando comigo na UTI inconsciente.

Quando recuperei a minha consciência e em condições de falar aconteceu o primeiro contato através da vídeo chamada com a Ivana. Já havia se passado 12 dias. Fiquei assustado quando olhei para minhas pernas e meus braços. O meu corpo consumiu aproximadamente 18 kg de gordura e músculos para me ajudar a sobreviver.

Após a alta da UTI, permaneci no apartamento 513 da ala Nossa Sra. das Graças, em isolamento absoluto. Nunca reclamei. O atendimento pela equipe foi fantástico. Todas as enfermeiras e auxiliares sabiam que mesmo eu precisando ser alimentado e sem condições de me movimentar eu só tinha um problema “SAUDADES DA GALEGA”.

Acho que minha alta hospitalar foi antecipada pela pressão de todos que sabiam do meu único problema.

Cheguei em casa muito Feliz. Minha alta hospitalar foi no dia 07 de Agosto.

Hoje está fazendo exatamente uma semana que estou conseguindo me alimentar sozinho, caminhar, consigo respirar melhor, com muito dificuldade.

Faço fisioterapia todos os dias e estou surpreendendo a equipe. Na quinta-feira passada

Com bastante dificuldade fui liberado para tomar um cafezinho no shopping.

3a. Parte – A REVOLTA

Passei momentos muito preocupantes durante os 15 dias que permaneci na UTI.

Quando recuperei minha consciência e já estava respirando espontaneamente fui transferido para o setor de isolamento absoluto.

Não conseguia dormir nem tomando remédios.

Estava muito revoltado.

Ainda com dificuldade de falar recebi a visita da Psicóloga Jaqueline e questionei: Segui todas as orientações de segurança nos meus procedimentos cirúrgicos no hospital, na minha Clínica, com minha família, não participei em nenhuma reunião social e fui contaminado. Não admito, não consigo aceitar.

Após 4 meses de cuidados fomos almoçar em um restaurante, “comer uma comida diferente “. No restaurante encontramos um casal de amigos muito queridos e fui abraçado com muito carinho pela passagem do meu aniversário. Mesmo usando máscara neste momento fui contaminado, não poderia ter acontecido nunca Jaqueline. Veja como eu estou!

Meu segundo questionamento o mais pesado e difícil: o Universo Deus me abandonou, está me castigando. Nunca agredi ou humilhei ninguém.

Em 44 anos de Médico, 40 anos atendendo minhas Pacientes no hospital Santa Isabel, meu índice de complicações cirúrgicas sempre foi zero. Nunca nenhuma gestante ou bebês passaram por sofrimentos ou óbitos sob meus cuidados.

Em Outubro de 2009 fui homenageado pela Assembléia Legislativa do Estado na condição de Diretor de Desenvolvimento do hospital Santa Isabel. Em Novembro de 2017 recebi do Conselho Regional de Medicina o Título de “Mérito Médico Catarinense” pelo meu comportamento Ético e Contribuição Profissional, por nunca ter tido conflitos ou denúncias durante 40 anos.

Na minha vida social, profissional e familiar tenho certeza que sempre fui extremamente correto. Não poderia ter acontecido isto comigo!

Mas Dr. Solveig não foi Deus que mandou o coronavírus, ele é uma mutação da natureza ou foi criado pelo homem. O Senhor não tem noção dos “seus valores”. O Universo sempre lhe protegeu. Conheço o Senhor á 19 anos. Tudo que o Senhor conquistou foi por MERECIMENTO.

A Psicóloga Jaqueline foi a pessoa “certa na hora certa”.

Por incrível que pareça com todo o meu conhecimento científico e  psicológico o meu subconsciente continuava com o sentimento típico da nossa orientação Espiritual Ocidental, péssima em inventar o Pecado e nos encher de sentimentos de culpa. O Todo Poderoso Deus, nos fez mortais. Não fica escolhendo ninguém para fazer sofrer. Tudo faz parte do mundo físico. Deus nos deu o livre arbítrio, a capacidade de pensar, de escolher entre o bem e o mal. SOMOS TODOS IGUAIS. O sofrimento tem seu lado bom. O Diamante só se torna uma jóia de valor após ser LAPIDADO.

4a.  Parte –   A FELICIDADE

Após 15 dias de internação na UTI, fui transferido para o apartamento 513, na ala de isolamento absoluto.

Com soro nos dois braços e cateter de oxigênio, fui examinado pela Dra. Caroline Uber Ghisi Pneumologista: Nossa Dr. Solveig, como seus pulmões estão lindos (eu mal conseguia respirar).

O Senhor vai se recuperar totalmente. O Senhor está sentindo alguma dor? Não, só estou com saudades da Galega. O otimismo contagiante da Dra. Caroline “foi o melhor remédio”. Na semana que permaneci na ala de isolamento, quase todas as auxiliares de enfermagem entravam e diziam: Bom dia Dr. Solveig! A gente sabe que o Senhor não está sentindo nada, é só saudades da Galega.

Após 21 dias de internação, acho que minha alta hospitalar foi antecipada, pela “saudades da Galega” kkkkk.

No dia 7 de Agosto, meus exames comprovaram que eu estava em condições de alta hospitalar.

Na tarde desse dia, após um demorado passeio de cadeira de rodas, cheguei na saída especial para pós COVID 19. Foi emocionante. A Ivana estava me esperando sozinha, liberada do seu isolamento. Seus olhos azuis com um brilho especial, seu sorriso lindo inesquecível. Consegui ficar em pé, foi um abraço forte e demorado e me beijou muito “como sempre”, me pegou pela mão e me ajudou embarcar no nosso carro.

Soubemos posteriormente pela Psicóloga Jaqueline, que as funcionárias que me acompanhavam ficaram muito emocionadas, porque em geral os familiares recebem os pós COVID 19 com muito medo, evitando qualquer contato.

Chegamos no nosso apartamento, somente eu e a Ivana. A sala estava toda decorada com balões vermelhos em formato de coração e em cima da mesa uma orquídea, a flor que sou apaixonado desde a minha infância. Cheguei no melhor lugar que existe no mundo. “ De volta para o meu aconchego “.

Em casa, tomei conhecimento da repercussão gerada pelo meu estado de saúde. Centenas de pessoas em contato, médicos passando informações, todos ajudando a Ivana a suportar este momento. Muitas promessas e orações. Cultos especias para me proteger.

Tomei conhecimento ontem à noite, que em Parallilo-Chile, “my hermano chileno, Dr. Elígio estava numa reunião de médicos e recebeu a notícia da minha internação na UTI, começou a chorar. Todos pararam a reunião e foram feitas orações para a minha recuperação.

Pessoas de todas às classes sociais, se uniram em orações, “com uma pureza de motivos”, demonstrando seu amor ao próximo.

Eu queria continuar vivendo, e vocês todos me ajudaram a “VOLTAR”.

O meu subconsciente quiz me sabotar, quando na REVOLTA, duvidei da força e da proteção do Todo Poderoso. Sempre nos momentos de dificuldades as soluções e os avisos aconteciam e continuam acontecendo.

Não tenho como agradecer individualmente a cada um de vocês,  que me ajudaram muito.

Este acontecimento ficará gravado para sempre, em minha memória, com palavras FORJADAS em AÇO, mas à mais destacada será a palavra GRATIDÃO.

Continuo com limitações, mas me sinto “leve”.

Hoje a minha FÉ é INABALÁVEL.

Estou mas preparado para tudo. A Vida se tornou uma grande Alegria.

Estou me sentindo muito mais FORTE, mais PROTEGIDO e AMADO.

ESTOU FELIZ.

5a. Parte –  A VIDA CONTINUA

(Foto Hospital Santa Isabel – Blumenau-SC)

Pela primeira vez deixei de ser Médico e me tornei paciente, com uma doença complexa, necessitando de uma UTI e com risco de morte.

A expectativa no resultado dos exames de laboratório, o exame físico e a opinião dos Médicos era aguardados com muita ansiedade pela Ivana e por todos que acompanhavam meu estado de saúde. Foram dias intermináveis.

Mesmo com a minha vivência de 40 anos de hospital, fiquei impressionado com a complexidade no atendimento dos infectados pelo coronavírus. Atender pacientes com COVID 19 é uma DOAÇÃO. “Não há salário que pague”.

O ritual com os equipamentos de proteção individual exigem uma paciência e uma atenção muita grande. Tocas, aventais, máscaras, óculos de proteção, luvas, propés que precisando ser trocados constantemente e mesmo assim com risco de contágio. Era impossível identificar as funcionárias porque eu só conseguia ver os olhos destes “Anjos sem asas”. São profissionais que precisam de elogios e não de críticas. São muito Especiais.

No Brasil praticamos uma medicina de PRIMEIRO Mundo com uma valorização e remuneração de TERCEIRO mundo.

Blumenau é um município privilegiado, pois dispomos para todos, de hospitais e Médicos de altíssimo nível.

Fui internado no Hospital Santa Isabel, que é a MINHA CASA, aonde sou médico ginecologista (o mais antigo em atividade) efetivo á 40 anos e tive a oportunidade de idealizar e participar de projetos e melhorias importantes. É um centro de referência com um corpo Clínico de altíssima competência, com uma organização de atendimento invejável. Meu Porto Seguro.

O COVID 19 é uma doença muito diferente das habituais. Muito importante que todos saibam que ainda não temos nenhum remédio com a capacidade de eliminar o Vírus. Não existe nenhum protocolo usado de rotina. Cada paciente responde aos tratamentos de forma diferentes, os resultados são muito individuais. É muito difícil para todos os Médicos. A atualização tem que ser diária.

Um questionamento muito interessante nas postagens: Dr. Solveig é usado algum medicamento que muda o pensamento das pessoas que foram entubadas em estado graves? Tenho parentes e amigos que saíram do hospital diferentes, muito mais contentes.

Não são os remédios administrados que mudam o comportamento. Quando nós voltamos, ou seja,  sobrevivemos, nos sentimos vitoriosos e protegidos. É um merecimento que recebemos do Universo.

Conseguimos atravessar o deserto sozinhos, mas empurrados pela energia das orações, cultos e promessas. Eu além das energias de todos, estava de mãos dadas com a Ivana. Chegamos no final muito debilitados fisicamente, mas fortalecidos emocionalmente. Renascemos. Temos um novo caminho, uma nova Vida. É a oportunidade de revermos as nossas crenças, nossas atitudes e nossos valores. Eliminar os fardos dos recentimentos e as histórias do passado. Uma observação da fisioterapeuta que me acompanha todos os dias: Muitas pessoas chegam para atravessar o deserto mas já estão cansadas, sem motivação. E mesmo sendo empurradas com a mesma energia que eu recebi, param no meio do caminho. Não querem mais VIVER.

O COVID 19 é uma doença que está abalando o mundo. Quando iniciou? NÃO sabemos corretamente.

Foi uma mutação da Natureza, ou uma mutação provocadas por humanos em laboratórios?

Provavelmente nunca saberemos a verdade.

Felizmente estamos em uma época de conhecimentos científicos, muito avançados com a capacidade de desenvolver novos tratamentos e vacinas, em pouco tempo.

Em Outubro volto para a minha Clínica, com mais conhecimento científico e motivação.

Foi um prazer compartilhar com todos vocês estes momentos inesquecíveis.

Sou otimista: O Mundo vai ficar melhor.

Ao meu querido e amado Corpo Clínico do Hospital Santa Isabel, minha eterna GRATIDÃO.

A VIDA CONTINUA.

Desejo muita saúde e bênçãos para o Dr. Solveig e sua amada Ivana! Firmes na fé e no amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*