O Perigo do Covid na Gestação

Pessoal, a Médica Romana Novais, mulher de Alok passou por parto de emergência com 32 semanas de gestação por conta de complicações da Covid-19. Ela fez um relato sobre seu processo de parto na última semana, quando deu à luz de forma prematura a filha Raika, ainda com 32 semanas de gestação.

“Tudo começou na semana passada, fui tomar uma vacina que a gestante precisa fazer, tive um pouco de reação, tive dor no corpo achei que era só por causa da vacina. não achei que fosse alguma outra coisa. Além disso também estava com dor local na vacina então acreditei mesmo que fosse isso. A dor no corpo começou a ficar mais intensa e me incomodar muito. Fiz o teste do Covid, ficamos em isolamento em casa nos cuidando, as dores pioraram. Sentia muita dor no corpo, pareciam que meus ossos tinham quebrado”, começou Romana no relato.

Comecei a ter muita febre além do corpo, não tive nenhuma alteração respiratória, cansaço. Na quarta-feira, que foi o dia do parto, comecei a sentir contrações. Entrei em contato com os obstetras e fui pra clínica fazer um ultrassom. Aparentemente estava tudo perfeito, mas quando me levantei comecei a sangrar muito, foi muito assustador. Sou funcionária da saúde e estou acostumada com sangue, mas foi muito assustador. O Alok me levou, não tinha quem me levar. A gente nem pensou muito, só entrou no carro porque eu estava mal.

Eu conheço meu corpo, temos instinto. Falei que precisva de uma avaliação. Minha gravidez estava sendo super saudável, não tive nenhuma complicação. Infelizmente o Covid me escolheu e acredito muito que tenha sido também para trazer essa informação para vocês.

Romana também fez uma publicação em seu Instagram, anunciando o parto prematuro e tranquilizando seus seguidores: “Tudo aconteceu muito rápido e graças a Deus ela nasceu muito bem. Nós duas estamos bem assistidas e em oração para uma boa recuperação. Nem tudo acontece como planejamos e os planos de Deus são sempre maiores e melhores que os nossos”.

Veja o vídeo com a informação completa dos médicos da Romana sobre o caso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*