Adega do Patrão Reinaugura hoje em Santa Rita do Sapucaí
Decote Ombro a Ombro para o Verão
QualiCompany leva a qualidade da sua Empresa para Mesa
Coque Baixo um Clássico que nunca sai de Moda
Para quem ama, o tempo é eterno! Celebramos 20 Anos de Casamento

Pouso Alegre está entre as cidades mais desenvolvidas do Brasil

Município é o 6º mais desenvolvido de Minas e está entre os 100 mais desenvolvidos do país. Ostenta índices de alto desenvolvimento em saúde, educação, emprego e renda, condição conquistada por apenas 5,9% das cidades brasileiras.

De todos os setores que impactam o dia-a-dia das pessoas, saúde, educação, emprego e renda são, sem dúvida, àqueles que incidem diretamente sobre a qualidade de vida. Não por acaso, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) criou a partir destes indicadores o mais respeitado índice de desenvolvimento municipal do país (IFDM). Divulgado nesta segunda-feira (03), ele confirma uma realidade cada vez mais sentida em Pouso Alegre: a cidade alcançou um patamar de excelência em desenvolvimento social e econômico. Conforme os dados da Firjan, Pouso Alegre é a 6ª cidade com maior desenvolvimento socioeconômico do estado e ocupa a posição de número 99 entre todos os municípios do Brasil.

Pouso Alegre faz parte de um seleto grupo que, conforme o IFDM, tem nesses setores desempenho de alto desenvolvimento. Na medição que vai de nota 0 até 1, considerada-se máxima performance para aqueles que superam índice 0,8. Apenas 3,9% dos municípios mineiros e 5,9% dos municípios brasileiros atingiram essa meta. E os pouso-alegrenses passam por esse estreito funil, integrando uma pequena parcela que desfruta dos melhores serviços de saúde e educação e detém a melhor renda do país. O município registra índice de 0,839 em educação, 0,882 em Saúde e 0,854 em emprego e renda.

Infelizmente, para 94,1% dos brasileiros o desenvolvimento é apenas moderado (61%), regular (32,1%) ou mesmo baixo (0,1%). Apesar disso, o número de cidades que passou de desenvolvimento regular para moderado dobrou. Era de 30,1% no índice divulgado em 2011. De acordo com a Firjan, os dados refletem a recuperação econômica do país frente a crise mundial de 2008 e 2009.

Administração X desenvolvimento
A base de dados utilizada pela Firjan é de 2010. É senso comum que os índices dos próximos anos sejam ainda melhores, já que 2011 e 2012 foram o cenário de grandes investimentos privados e estatais na cidade (algo em torno de R$ 1 bilhão até 2013) e da implantação de programas importantes nas áreas de saúde e educação, como o ‘Escola sem Fronteiras’e a rede de farmácias regionais, além do credenciamento do município para procedimentos cirúrgicos de alta complexidade e para abrigar um centro oncológico.

Em julho de 2011, a Firjan já havia classificado Pouso Alegre como município ‘bem administrado’ em um estudo que avaliava sua gestão fiscal. O objetivo das análises é estabelecer a relação entre a administração pública e o desenvolvimento da cidade. As avaliações mostram que a cidade está fazendo seu dever de casa e pontua cada vez mais nos indicadores que incidem sobre a qualidade de vida dos seus moradores.

Para o prefeito Agnaldo Perugini não poderia ser de outra forma. “Temos nos aplicado em administrar com competência. Trabalhamos sem descanso para melhorar a educação, a saúde e gerar cada vez mais emprego e renda para a população. Vemos o resultado disso nas ruas, mas é sempre bom ter isso registrado e confirmado por números e instituições. É a comprovação de que estamos no caminho certo”, ressalta.

Saúde
Contrapondo o senso comum, o índice atribuído pela Firjan à saúde de Pouso Alegre a coloca como serviço de alto desenvolvimento. Para especialistas do setor, o índice não surpreende. “Temos uma estrutura de saúde de alto padrão, mas somos, muitas vezes, pressionados pela demanda que vem de cidades vizinhas. Além disso, quando medimos a satisfação daqueles que realmente utilizam o serviço público de saúde, temos nível altíssimo de aprovação”, considera a secretária de Saúde Rosa do Nascimento.

Educação
Sede de um ambicioso programa de ensino, o ‘Escola sem Fronteiras’, Pouso Alegre pode despontar nos próximos anos com índices ainda mais superiores. Destino de um investimento de R$ 22 milhões, o programa elevou o investimento anual por aluno. Hoje, a cidade investe o dobro do que é investido em Minas e no Brasil. Os valores foram aplicados em modernização tecnológica, com a aquisição de netbooks para professores e alunos, e pedagógica, o sistema de ensino da rede pública municipal de Pouso Alegre adota o mesmo conteúdo físico e pedagógico utilizado nas melhores escolas particulares do país. Na conta, entra ainda o piso nacional dos professores. Em Pouso Alegre ele é pago para uma jornada de 24 horas semanais, colocando os educadores entre os mais bem remunerados da rede pública de ensino do país.

Emprego e renda
No quesito emprego e renda, os indicadores de Pouso Alegre avançam na mesma velocidade com que novos investimentos privados são atraídos para o município. São números polpudos. Dentre 18 novas empreendimentos de médio e grande porte que já se instalaram ou estão em fase de implantação, chamam atenção a gigante chinesa de máquinas pesadas XCMG, que deve investir R$ 1 bilhão até 2015, e o Serra Sul Shopping, programado para ser o maior centro de compras do interior mineiro. O Centro de Distribuição da Unilever que será instalado nos próximos meses também chama atenção pelo potencial de geração de receitas para o município. Será um dos maiores da empresa no o país. A cidade destaca-se ainda no ramo farmacêutico, de embalagens e alimentício.

A efervescência industrial fortaleceu ainda mais os já azeitados setores de comércio e serviços. “Do contexto econômico favorável surgiu uma classe média que vai às compras e mantém a economia local girando com uma constância muito favorável. É um ciclo virtuoso do qual poucas cidades têm a oportunidade de aproveitar”, assinala o secretário de Desenvolvimento Econômico e Ação regional Renato Torres. Não por acaso, a cidade está entre as dez cidades que mais geram emprego em Minas e é a primeira do Sul de Minas. De janeiro de 2009 a setembro deste ano, foram 9,5 mil novos postos de trabalho.

http://www.pousoalegre.mg.gov.br/default.aspx?pag=interna&mod=interna&p=309&mat=597

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*